Capa

CBA conquista assento da Comissão Internacional de Carros Históricos da FIA

Paulo "Loco" e Wilson Fittipaldi Jr.
(Arquivo Pessoal)

Paulo "Loco" e Giovanni Guerra, presidente da CBA
(Comunicação CBA)

Em exibição com a recriação do Alfa Romeo de 1950
(Arquivo Pessoal)

Indicado pelo presidente Giovanni Guerra, Paulo "Loco" Figueiredo foi eleito para o biênio 2022/2023

31.03.2022  |  274 visualizações

[Rio de Janeiro, RJ, 31 de março de 2022] Figura marcante do automobilismo, Paulo ‘Loco’ Figueiredo foi eleito membro titular da Comissão Internacional de Veículos Históricos da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), para o biênio 2022/2023, após indicação de Giovanni Guerra, presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA).

Além do cargo na FIA, Paulo "Loco" é presidente da Comissão Nacional de Carros Históricos da CBA e delegado na Comissão Histórica da Confederação Desportiva Automobilística Sul-americana (Codasur).

“Eu já entrei em contato com a FIA e o próximo passo é um intercâmbio entre o nosso automobilismo clássico com o que é feito na Europa, até chegarmos ao ponto de levar carros clássicos de corrida para eventos em outros continentes”, explicou.

Seu trabalho na presidência da comissão da CBA está voltado a alavancar competições com os carros antigos, que sofreram brusca parada durante a pandemia. “Queremos colocar os carros novamente nas ruas. Esses torneios são mais que corridas, são desfiles”, relatou.

A grande dificuldade no momento é conseguir horários nos autódromos, principalmente Interlagos, por conta da volta dos eventos. “Neste primeiro momento, temos o obstáculo da grade de horário, porém, estamos buscando alternativas para fazer o evento junto a outros já programados. Nossa expectativa é fazer de São Paulo um laboratório e levar o evento para outras capitais”, completou.

Crescendo rodeado no mundo do automobilismo, influenciado pelo pai (ex-piloto de testes pela Simca), Paulo ‘Loco’ já foi responsável por uma das maiores coleções de carros antigos do país, com acervo de mais de 300 carros históricos.

Atualmente, é piloto da categoria Gold Classic com um protótipo Aldee e bolha do Alfa DTM 155. Além disso, mantém seu trabalho de curadoria com a Família Fittipaldi. É também restaurador e construtor de "recriações" de carros históricos.

Nesse último segmento de atuação, seu trabalho mais recente é o Alfa Romeo 159 Bimotor, carro utilizado pelo primeiro campeão mundial de Fórmula 1, o italiano Gulseppe Farina, em 1950.


Texto: Fran Oliveira

---

Comunicação CBA

Fran Oliveira (Institucional)

Fernanda Gonçalves (CNK)

Américo Teixeira Junior

19 99749-8111

comunicacao@cba.org.br

Leia também...

13.05.2022

BRB assume autódromo de Brasília

CBA faz parte do esforço para devolver ao Distrito Federal a prática do automobilismo o quanto antes

20.04.2022

CBA dispõe de instrumentos para punir comportamentos nocivos

O Código Desportivo do Automobilismo estabelece normas claras sobre o assunto

13.04.2022

Bia Figueiredo é a nova representante da CBA na FIA

Pilota brasileira passa a fazer parte da Comissão Mulheres no Automobilismo

28.03.2022

CBA garante transporte rodoviário para equipes do Sul e Sudeste participarem do Rally do Centenário, em Goiás

Giovanni Guerra foi alvo de "Nota Pública de Agradecimento" dos organizadores da competição em Aparecida de Goiânia, que abrirá a temporada 2022 do Rally de Velocidade

Entre em contato